201326_1

Vereadores pedem retirada de garantia do ensino médio municipal

Projeto altera a redação da Lei Orgânica Municipal, determinando que o município atenda o ensino fundamental II e médio

Após intenso debate na Câmara Municipal de Sorocaba, na sessão ordinária desta terça-feira (01), foi retirado de pauta o projeto de Emenda à Lei Orgânica que determina a continuidade do oferecimento do ensino fundamental II e médio nas unidades escolares municipais que já contemplem tal grau de formação. A Prefeitura ameaça encerrar o fornecimento do ensino fundamental II e médio nas escolas municipais.

Após pedido do líder do Governo na Câmara, Anselmo Neto (PSDB), de argumentação do presidente da Comissão Permanente de Educação, Pastor Luis Santos (PROS), e do próprio presidente do Legislativo, José Francisco Martinez (PSDB), o autor da proposta, Carlos Leite (PT) retirou o projeto por duas sessões.

Anselmo argumentou que o projeto é inconstitucional; Luis Santos disse que o projeto irá onerar demais a Prefeitura, mesma linha seguida por Martinez. Os dois sinalizaram que votariam contra a proposta, que precisa ser aprovada por no mínimo dois terços dos parlamentares.

Santos sugeriu que Carlos Leite converse com José Crespo (DEM), eleito prefeito de Sorocaba no último dia 30/10, sobre a viabilidade da proposta, e se comprometeu, enquanto presidente da Comissão Permanente de Educação, de fomentar esse diálogo.

O projeto, que tem encontrado enorme amparo da sociedade, segundo seu autor, visa impedir que escolas como  E.M “Matheus Maylasky”, E.M “Leonor Pinto Thomaz”, E.M “Getúlio Vargas”, E.M “Achilles de Almeida”, E.M “Flávio de Souza Nogueira” deixem de oferecer o fundamental II e médio.

Segundo consta, está nos planos da administração municipal encerrar o fornecimento desses graus nas escolas municipais, como forma de conter os gastos e investir naquilo que a Prefeitura entende ser “apenas” sua obrigação, ou seja, no ensino fundamental I e creches.

 




Existem 6 comentários

Adicione um comentário
  1. KELEN SUELI PAVANI

    sso dai está me cheirando vigança política, pois já que o José Crespo ganhou as eleições eles querem aprovar essa lei,pq sabem que os pais vão cobrar do crespo que nos ajudou, são tão sórdidos que estão querendo usar nossos filhos como” boi de piranha”,quinta feira nos aguardem pois eu e vcs pais que pagamos o salário desses Canalhas, e querem prejudicar os nossos filhos, já que querem cortar custos, PQ NÃO COMEÇAM DIMINUINDO O SALÁRIO DE VCS SENHORES VEREADORES????

  2. Lucilene

    Nossa como pode os vereadores lutarem contra a população, colocamos esses vereadores aí na câmara para isso!!! Para falar que o ensino dos nossos filhos geram gastos demais para a prefeitura, vereadores Pastor Luis Santos, Martinez e Anselmo Neto, parem de defecar pela boca. Quem paga o salário de vcs somos nós…é não é para isso que colomos vcs aí… vocês falam isso pq não dependem das escolas municipais de Sorocaba, será mesmo que custa tanto assim manter 5 escolas municipais?!?! São apenas 5 escolas….pela amor de Deus!!!!

  3. Silvia

    O ensino fundamental 2 vai continuar no município sim não existe fundamental 1 ou fundamental 2, fundamental é de 1 ao 9 ano e pronto, na lei de Diretrizes e Bases (LDB) é obrigação do município, nem vem tentar enganar o povo não pq estamos de olhos bem abertos…

  4. José

    Que palhaçada é essa no final do ano querem resolver isso, não é pq fizeram uma administração horrível que agora querem acabar com a nossa Educação Municipal, o ensino fundamental 2 ou seja lá como falam não é questão de escolha e sim um direito nosso, a LDB nos garante isso.

  5. José

    E pra mim isso é jogada política da oposição para atrapalhar a gestão do novo prefeito, sendo que na verdade quem vai sair prejudicado são os alunos e a população.


Post a new comment