Caldini Crespo

Tribunal de Justiça cassa liminar: Crespo não terá de exonerar os 84 comissionados em cargos criados em janeiro.

O Tribunal de Justiça de SP cassou liminar concedida pela juíza Karina Jamengovac Perez, da Vara da Fazenda de Sorocaba, que deu prazo de 48 horas para que os 84 servidores nomeados em cargos de confiança (sendo 24 deles no cargo de Assessor Especial e outros 60 deles no cargo de Assessor Nível III) fossem exonerados. Conforme despacho do Dr. Eduardo Gouvêa,

Considerando o risco de lesão grave e de difícil reparação, defiro a concessão do efeito suspensivo para que os servidores em questão sejam mantidos nos cargos, ao menos até decisão final do presente recurso

Com isso, o governo Crespo ganha mais tranqüilidade para a gestão das políticas públicas e relacionamento com as forças políticas que o apóiam. Como lembra o jornalista Deda Benette, em seu blog,

na administração do prefeito Pannunzio o promotor também defendeu que os cargos eram ilegais e 3 anos depois, em outubro de 2016, é que saiu a decisão onde os cargos foram extintos e ocorreram as demissões

Não há previsão de data para o julgamento do mérito por parte do TJSP.




Sem comentários

Adicione um comentário