Foto Protesto

Ônibus vão circular com 70% da frota no horário de pico durante a greve

Via Cruzeiro do Sul

Devido a uma liminar concedida pela Justiça do Trabalho, 70% da frota de ônibus do transporte urbano de Sorocaba estará circulando no horários de pico, que são das 5h30 às 8h30, das 11h às 14h e das 17h às 20h30. Nos demais horários 40% da frota será mantida nas ruas. Em Votorantim, como não foi despachada ordem judicial, os trabalhadores pararam totalmente, com apenas 30% da frota em circulação.
De acordo com nota encaminhada na manhã desta quarta-feira (25), o Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região informou que os trabalhadores em transporte urbano de Sorocaba e de Votorantim aderiram 100% à greve. Não há data para o fim da paralisação, sendo que até o momento não há previsão de nova rodada de negociação.
Em Sorocaba, alguns motoristas estão liberando a entrada dos passageiros pelas portas dos fundos, sem o pagamento da tarifa. Nos terminais, o pagamento está sendo feito normalmente.
De surpresa
Sem qualquer aviso antecipado sobre a data e horário exatos em que o transporte seria interrompido, a greve foi anunciada pelo Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região, por volta das 19h desta terça-feira (24). Neste mesmo instante os motoristas que saíam com os ônibus dos terminais eram orientados a seguirem o percurso até o ponto final e na sequência levarem os ônibus para as garagens das empresas. Às 21h o Terminal Santo Antônio estava fechado, sem qualquer ônibus e quem chegava era surpreendido com a ausência do serviço.

A categoria em Votorantim também está parada desde a noite de ontem. Segundo o Sindicato a greve no transporte coletivo urbano em Votorantim iniciou após o grupo Auto-Ônibus São João informar que seguirá a proposta apresentada pelos empresários do transporte de Sorocaba. Entre as reivindicações da categoria está o reajuste salarial de 15,96%, enquanto as empresas de transporte ofertaram 8,06% em duas parcelas.

Questionado qual prejuízo poderia haver para o movimento grevista se a paralisação fosse anunciada com hora marcada, para não surpreender a população, o Sindicato respondeu entender que a população não foi pega de surpresa, porque divulgava o risco de greve a qualquer momento. Deixou de responder se manterá algum percentual dos ônibus em circulação e qual será esse percentual. No segunda-feira, véspera da paralisação, os ônibus dos transportes urbano e intermunicipal de Sorocaba e de Votorantim circularam durante todo o dia com os faróis acesos em alerta à população sobre a possível paralisação.

Negociação e reivindicações
O Sindicato divulgou que ocorreram alguns avanços no índice do reajuste salarial e nas demais cláusulas de reivindicação da categoria, mas no início da noite de ontem os empresários retiraram todas as propostas que foram construídas durante a negociação e reapresentaram a proposta de reajuste salarial de 8,06%, sendo 4,84% em maio e mais 3,08% a partir de novembro. Segundo o Sindicato, tal percentual há havia sido rejeitado pela categoria em assembleia no dia 18, já que fica abaixo da inflação do período, que fechou em 9,95%.

Na região

Até a noite de ontem o Sindicato do Rodoviários divulgava que neste momento não haverá paralisação no transporte intermunicipal entre Sorocaba e os municípios de São Roque, Alumínio, Mairinque, Itu, Araçoiaba da Serra, Salto de Pirapora e São Miguel Arcanjo, e no setor de fretamento. (Com informações do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região)




Sem comentários

Adicione um comentário