Dias das Mulheres

Dia das mulheres nas redes sociais de Sorocaba: será que nós entendemos a data?

O mundo passou mais uma vez por um Dia Internacional da Mulher. Cada vez mais a data é lembrada por marcas, personalidades e políticos como uma possibilidade de, além de parabenizar a luta feminina, se aproximar desse público/eleitorado cada vez mais exigente e consciente de seus direitos e de suas lutas.

Em Sorocaba não foi diferente. Esse 8 de março foi marcado por personalidades manifestando seu apoio à luta feminina. Interessado em descobrir qual a visão desses formadores de opinião sobre a luta e os direitos das mulheres, o Sorocaba de Verdade acompanhou 309 perfis e páginas no Facebook de lideranças sociais e políticas da cidade.

Das 309 páginas apenas 39 fizeram posts homenageando o dia das mulheres. Dessas, um total de 21 não tinham sequer uma mulher na homenagem e eram compostos de personalidades e políticos tentando se destacar na data. Dos 18 que sobraram, 14 atendiam o mesmo padrão de estética e destacavam apenas mulheres brancas e jovens.

Uma deputada estadual que, na ânsia de valorizar a pluralidade e diversidade feminina, destacou a homenagem a oito mulheres na Câmara de Sorocaba: novamente todas brancas, acima dos 50 anos, ainda que com atividades profissionais e sociais distintas. Chama a atenção o fato de duas delas estarem ligadas a igreja cristãs e nenhuma referência ter sido feita a religiosidades de outras matrizes.

Mateus Magal, membro da Juventude do PMDB na cidade de Sorocaba, aproveitou a data para, além de parabenizar as mulheres, criticar a situação das creches públicas na cidade de Sorocaba. Em determinado momento do vídeo, Mateus Magal parabeniza o dia das mulheres e em seguida ressalta que, infelizmente, “vocês agora tem que ficar um pouquinho mais em casa”. Responsabilizar a mãe e, em pleno dia da mulher, sobrecarregá-la com a obrigação de “tapar um buraco” deixado pelo descaso do poder público, enquanto por outro lado se ignora o papel essencial também do pai na criação dos filhos, gerou algumas críticas ao vídeo, que em seguida foi deletado e editado.

 

Coincidentemente, outro personagem do mesmo partido também tentou vincular o tema das creches ao Dia Internacional da Mulher. O ex-prefeito Renato Amary, por meio do Facebook, convocou as mulheres para refletir sobre as creches da cidade de Sorocaba.

Renato Amary aproveitou a data para ressaltar a luta por creches.

Renato Amary aproveitou a data para ressaltar a luta por creches.

Já Wilson Unterkircher Filho, diretor do SAAE, aproveitou a data e foi mais infeliz e, pelo Facebook, reafirmou o machismo de nossa sociedade e disse que o poder da mulher é “fazer tudo que fazemos, de salto alto!”.

Diretor do SAAE parabenizou as mulheres por usarem salto alto.

Diretor do SAAE parabenizou as mulheres por usarem salto alto.

Em um momento não menos, digamos, excêntrico da data, tivemos o vereador Waldecir Morelly lembrando que o dia 8 de março é o dia de “fazer carinho nas mulheres”.

 

Outras páginas se destacaram por combater o machismo e valorizarem a luta das mulheres por mais direitos e respeito. Páginas como o Levante Popular da Juventude de Sorocaba, Parada LGBT de Sorocaba, Glauber Piva, Raul Marcelo, Hospital Santa Lucinda e Museu Histórico Sorocabano buscaram explorar outras realidades e fugir dos “esteriótipos” tão presentes e preconceituosos dessa data.

Não só Sorocaba, mas também grandes empresas mundiais e personalidades brasileiras ainda não se atentaram para a importância do dia internacional da mulher. Raros são aqueles que realmente compreendem o incêndio ocorrido em 1911 e que matou, em uma fábrica, 149 pessoas, a maioria mulheres em condições precárias de trabalho.

Poucos se atentaram para a importância de debater a baixa representatividade das mulheres que, mesmo sendo maioria no Brasil, ainda são minoria nas câmaras municipais, nas assembleias ou no congresso nacional. São raros aqueles e aquelas que trazem à tona o debate sobre o fato de uma mulher ser violentada a cada sete minutos no Brasil. Aparentemente, para políticos, marcas e personalidades, a data ainda se resume, em muitos casos, a um parabéns pela beleza – ou quando muito a entrega de flores ou chocolates.

Foto: massaladiversidade




Sem comentários

Adicione um comentário