vereadores-sorocaba

Cinco de 20 vereadores não serão candidatos à reeleição deste ano

via Cruzeiro do Sul

Os nomes que não farão parte das eleições para vereador deste ano são: Cláudio do Sorocaba 1 (PR, possível vice de João Leandro) , Hélio Godoy (PRB, pré-candidato a prefeito), José Crespo (DEM, também pré-candidato a prefeito), Francisco Moko Yabiku (PSDB) e Tonão Silvano (SDD).

A Câmara de Vereadores terá uma renovação de um quarto de seus 20 assentos antes mesmo da realização do pleito, já que cinco vereadores não concorrerão a uma vaga no Legislativo na eleição de outubro. Três deles vão disputar eleições no campo majoritário, como pré-candidatos a vice ou a prefeito. Outros afirmaram que a pedido de familiares não vão concorrer a nenhum cargo político, seja no Executivo ou mesmo no Legislativo, alguns, aida aproveitarão o momento para fazer campanhas de outras pessoas ou parentes.

O vereador Cláudio do Sorocaba 1 (PR) está em sua terceira legislatura consecutiva (2005 a 2008, 2009 a 2012 e 2013 a 2016) e não irá concorrer a uma vaga na Câmara de Sorocaba na próxima eleição. Ele ainda mantém conversações para saber se sairá como vice na chapa do PSDB, do pré-candidato João Leandro da Costa Filho ou optará por candidatura própria à Prefeitura de Sorocaba. O parlamentar entende que a renovação no Legislativo sempre é favorável, com ideias novas e abertura de espaço dentro da política.

O vereador licenciado Hélio Godoy (PRB), afastou-se da Câmara para concorrer ao Executivo com candidatura própria. Ele também acredita que essa renovação é essencial, para gerar uma oxigenação no Legislativo. Godoy acrescentou que cumpriu três mandatos, 12 anos ao todo, no Legislativo de Sorocaba. Ele considera este tempo suficiente para não criar fadiga ao parlamentar, assim também como ocorre no Executivo. Ele afirmou que tem outros planos a partir de agora, junto ao seu partido e entende que está foi seu último mandato como vereador.

O vereador José Crespo (DEM) também não vai concorrer a uma cadeira na Câmara de Sorocaba. Ele foi escolhido no sábado, após reunião no escritório de campanha do PMDB, como substituto de Renato Amary, que desistiu da pré-candidatura para a Prefeitura de Sorocaba. Crespo, que está em sua segunda legislatura em Sorocaba, acrescentou que sempre foi favorável à alternância no poder na Câmara de Sorocaba, com a intenção de oxigenar as ideias.

O vereador Francisco Moko Yabiku (PSDB), que está em seu sexto mandato, sendo os cinco últimos consecutivos e mais o mandato de 1989 a 1992, não irá se candidatar na próxima eleição. Yabiku afirmou que é favorável a uma renovação geral na política, começando pela Câmara Municipal e também por ele. “Somente com novas pessoas, é possível surgir novas ideias e, quem sabe, um dia, com muito trabalho, começar a mudar estado crítico no qual a política nacional chegou hoje.” Ele também declarou que vai colaborar na campanha para eleger o seu sobrinho Luiz Yabiku, do mesmo partido.

Quem também se despede é o vereador de sete mandatos, Tonão Silvano (SDD). Ele, que não foi localizado pela reportagem, afirmou por diversas vezes que não sairá candidato à reeleição no pleito deste ano. Segundo informações do Jornal Ipanema, Tonão Silvano vai trabalhar para eleger seu filho Antonio Carlos Silvano Júnior.




Sem comentários

Adicione um comentário