mostra-tela-rasgada-sorocaba

Acontece em Sorocaba a Mostra da Tela Rasgada

A Mostra da Tela Rasgada busca dar espaço para a produção cinematográfica, audiovisual e fotográfica realizada por pessoas que nasceram ou vivem em Sorocaba, com objetivo de compartilhar olhares e ouvires diversos.

O evento se coloca como uma oportunidade rara de acesso à produção fílmica sorocabana – ainda mais em exibições coletivas, sensível e de conhecimento que pode contribuir com a própria cidade.

Os filmes confirmados são:

Os clássicos do diretor sorocabano José Medina:
16h30 “Exemplo regenerador (1919)
17h “Fragmentos da Vida” (1929)

18h00 “Esse Não Era Um Nome Melhor” (Henrique Ravelli)
18h15 “Tulipa” (Camis Fontenele)
18h20 “Um Dia” (Tai Moura)
18h30 “Quem Como Deus” (Julio Jota)
18h45 “O Último Tropeiro” (Felipe Shikama)
18h55 “Inconsciente” (Juliana Simonetti)
18h57 “Institucional do Quilombinho” (Rafael Romão Silva)
19h “O Pequeno Domador de Leões” (Leandro Almeida)
19h20 “Impalpável” (Juliana Simonetti)
19h25 “HaiKai de uma Escola Pública” (Pedrinho Bueno, Thayene Almeida)
19h30 “Crack – Repensar” (Rubens Passaro)
20h “Meu Sorriso Negro” (Carlos Cavalheiro)
20h25 “Pete’s Story” (Daniel Bruson)
20h30 “Vivos que vimos” (Fernanda Fontolan, Gabriel Paixão)
20h50 “Daqui de Baixo” (Henrique Ravelli)
21h00 “O Peregrino Literário” (Vinicius Feller)
21h30 “Pequenos Comentários” (Daniel Bruson)
21h45 “Menarka” (Mayara Manão)

Exposições fotográficas confirmadas:
CENA VIVA!, exposição imaterial e fotos de espetáculos de Henrique Cunha
AQUÁRIOS, de Vinícius Ferreira

Serviço:
Mostra Tela Rasgada
Local: Centro Cultural Quilombinho
Rua Caramuru, 203 Vila Leão
Horário: 16:00 às 22:00
Entrada: pague o quanto puder
Bebidas / Rangos




Sem comentários

Adicione um comentário